Tag Archive | Mestre Ascenso Kuthumi

“EU ESTOU AQUI!” – Mestre Asceso Kuthumi

ENSINAMENTOS DOS MESTRES ASCENSOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA:

Fraternidade – “Apascenta as Minhas Ovelhas”

“EU ESTOU AQUI!”

?

?

QUERIDO E AMADO MESTRE ASCENSO KUTHUMI,

“Aos Meus Amigos Que Desposaram a Vida Espiritual – Há tanta coisa na vida que pareceis tomar como certa; e não somente vós, pois de certa maneira toda a humanidade em maior ou menor grau encontra-se neste estado de inconsciência, estando poucas pessoas totalmente libertas dele.

Com simplicidade quase infantil, pessoas que em outros assuntos são sensatas, parecem aceitar a criação visível de Deus sem considerar o magnífico desígnio por trás da forma e aparência física. Todos os que refletem sobre as verdades do cosmo visível e invisível chegam ao desejo consciente de estudar as obras das mãos de Deus com maior detalhe.

Alguns sentem-se naturalmente inclinados ao estudo da Luz e da Verdade deste a tenra infância, e muitos de vós que participais nestas aulas estais entre eles. Alguns de vós começastes seguindo orientações ortodoxas e compreendestes em certo ponto, como aconteceu com todos nós, quão fútil é permanecer amarado pelas raízes de cisma, por uma doutrina fechada ou por uma hierarquia eclesiástica sem inspiração.

Os vossos corações convenceram-se da unidade de toda Vida, e começastes a buscar a unidade por trás da diversidade do pensamento religioso. A busca da Verdade levou-vos bem longe do vosso ponto de origem e começastes a viagem que leva a uma maior compreensão das leis de Deus. Alguns de vós fostes atirados para aqui e para ali, e, não encontrando alívio ou paz na busca de metas materiais, voltastes-vos para a vida espiritual como a última esperança.

Quaisquer que tenham sido os vossos princípios ou a estrada acidentada que vos trouxe até aqui, não é isso o que realmente importa. O importante é que estais aqui em harmonia com os seres ascensos. Podeis declarar com o abençoado Saint Germain: “Eu estou aqui!”. Isto é da maior importância. Sim, porque ao fazê-lo reconheceis a unidade da Presença do EU SOU. E vosso desejo de servir expandindo a Luz e disseminando a mensagem do reino do Pai entre todos os povos torna-se claro.”

(…)

KUTHUMI

Mestre Ascenso Kuthumi

(Kuthumi Lal Singh)

São Francisco de Assis

Instrutor Mundial da Grande Fraternidade Branca

Fonte: Lição nº 1, págs. 5-6, do livro “Universidade do Espírito” Lições práticas para o autoconhecimento e aprendizado das leis cósmicas; Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, São Paulo: Editora Summit Lighthouse do Brasil, 2001

NOTA: “Esta página divulga os Ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, recebidos pelos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.”

1013307_10201887020801779_779764979_n

São Francisco de Assis

Advertisements

“…ABRIU O SEU CORAÇÃO E A SUA BOLSA!” – Francisco de Assis

ENSINAMENTO SOBRE FRANCISCO DE ASSIS:

KUTHUMI 1

“…ABRIU O SEU CORAÇÃO E A SUA BOLSA!”

O mesmo acontece com o amor. O segredo para atrairmos aquilo que desejamos é começar a nos tornarmos daquela maneira. Em vez de desejar ser amado, devemos ser amorosos. Se desejarmos aumentar a nossa capacidade de dar e receber amor, devemos começar dando mais amor aos outros.

Force-se a fazê-lo! Faça algo que não deseja fazer. Foi isso que São Francisco fez – e mudou a sua vida.

Filho de um rico comerciante, Francisco sempre teve horror aos leprosos. Evitava-os quando os via aproximarem-se e até pedia azos outros que lhes desses as suas esmolas. Um dia, Francisco cavalgava numa curva da estrada quando se deparou com um leproso coberto de chagas. A visão e o cheiro terrível do homem causaram-lhe repulsa.

Seu primeiro impulso foi dar a volta no cavalo e fugir. Olhou para si mesmo e percebeu que não podia fingir amar a Deus e dar as costas a alguém que precisava de ajuda. Dessa oportunidade, em vez de se deixar que a aversão tomasse conta dele, abriu o seu coração e a sua bolsa. Francisco desmontou e, quando se aproximou para dar a esmola, beijou e abraçou o leproso.

O encontro de Francisco com o leproso foi um momento que mudou a sua vida. Ele foi transportado por essa experiência e sentiu que havia vencido uma grande fraqueza. “tudo ficou tão mudado para mim que o que antes parecia doloroso e impossível de vencer, agora, havia-se tornado fácil e agradável”, escreveu mais tarde.

Esta não é só uma lenda sobre a vida de um santo. É uma lição sobre como dar início ao processo de alquimia do coração. Existe algum “leproso” na sua vida que precisa do seu amor – alguém que lhe repugna ou algo que, com certeza, não quer fazer? Esta pessoa ou situação são, provavelmente, mensageiros do amor que vieram lhe mostrar que o seu coração precisa se esforçar um pouco mais nesta ou naquela direção.

Como disse Rumi, existir como ser humano é como viver numa “casa de hóspedes”. Todas as manhãs chega alguém novo, um novo mensageiro. Precisamos dar as boas-vindas até mesmo ao sofrimento que adentra de forma violenta e arrasta consigo toda a mobília, avisa o poeta, pois este hóspede pode estar abrindo espaço para algo novo e maravilhoso. “Seja grato por tudo o que lhe acontecer”, diz ele, “porque cadea coisa foi enviada como uma orientação do alto.”

Esta atitude de abrir o coração e aceitar a pessoa ou a situação de dor pode ser uma das experiências mais transformadoras pela qual poderemos passar. Poderá ser também a que requer mais coragem, pois são necessárias coragem e vontade para amarmos. O amor exige coragem porque nos força a caminhar por um território desconhecido. Mark Prophet costumava definir coragem como “coeur-age” – a chegada da era do coração (a palavra francesa significa “coeur” significa coração e a palavra inglesa “age” significa era). A coragem é o desenvolvimento do amor e da sabedoria do coração que nos torna ousados para fazer o ato correto, honrado e necessário, mesmo que temporariamente desconfortável.

(…)

Fonte: págs. 21-23, livro “A alquimia do Coração” – Aumentando a capacidade de amar e ser amado; Elizabeth Clare Prophet e Patrícia R. Spadaro, Editora Nova Era

NOTA: “Esta página divulga os Ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, recebidos pelos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.”

1013307_10201887020801779_779764979_n

“NA VERDADE, O CÉU DISPÕE DE MUITOS REMÉDIOS!”

ENSINAMENTOS DOS MESTRES ASCENSOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA:

“NA VERDADE, O CÉU DISPÕE DE MUITOS REMÉDIOS!”

KUTHUMI 1

QUERIDO E AMADO MESTRE ASCENSO KUTHUMI,

O céu traz incessantemente as suas bênçãos, por via dos Mestres Ascensos, a toda a manifestação da Vida, mesmo quando ela parece não estar merecendo. Na verdade, o céu dispõe de muitos remédios!

Inúmeros milhões de indivíduos bem intencionados parecem não ter o bom senso que distingue o santo daqueles que nunca alcançaram os padrões desejados das suas aspirações íntimas. Muito disso é causado por uma excessiva atenção à personalidade externa e por não darem atenção suficiente à grande Inteligência discriminante do Cristo Cósmico do seu próprio ser, o seu Santo Cristo Pessoal – também conhecido como o Corpo Mental Superior, a Consciência Superior e o Mediador entre Deus e o homem.

É extremamente difícil aos homens e mulheres, educados nas várias religiões de hoje, deixarem de lado o seu medo de sofrer conseqüências desastrosas se fosse descoberto que alimentavam qualquer idéia não “absolutamente correta” no sentido doutrinal. No entanto, o bom senso deveria dizer-lhes que as suas crenças religiosas, sejam elas quais forem, são só uma pequena facção entre milhares de seitas ou divisões de seitas.

O cristão médio está ligado à tradição segundo a qual o Jesus histórico é o escolhido, o ungido e o herdeiro “unigênito” da preferência de Deus. Parece não compreender que Deus criou somente preferidos entre todos os Seus filhos, e que Ele espera que todos os Seus filhos e filhas procurem laboriosamente alcançar o padrão supremo da perfeição, que é inato na imagem divina de todos e de cada um. Esta é a verdadeira imagem do Cristo, a partir da qual todos foram feitos como filhos da Luz.

As afirmações do “EU SOU” de Jesus referiam-se ao seu Cristo Pessoal, ao Um universal – o verdadeiro e único Filho de Deus. A imagem do Filho “conosco”, o Emanuel, manifestado como o Cristo Pessoal de cada um, é o verdadeiro Eu, isto é, a verdadeira Luz que alumia todo o homem que vem ao mundo.

Ao dizer “EU SOU a Luz do Mundo”, o Mestre afirmou que a Presença do Filho era essa Luz. E prometeu que, à medida que cada um elevasse esse Filho, isto é, esse Sol ou Luz do homem dentro de si mesmo, conheceria também esse Filho em Jesus:

Então sabereis que eu sou quem digo ser – e que o EU SOU em mim, tal como o EU SOU em vós, é a Luz do meu mundo e do vosso mundo, e que é o Todo do Cosmos. Então sabereis que EU SOU Ele – que eu sou a encarnação do Verbo, o Cristo. Quando tiverdes elevado o Filho do homem, sabereis que nada faço de mim mesmo (do meu eu exterior); mas falo como o Pai, a Poderosa Presença do EU SOU, me ensinou.

Aquele que me enviou – a Poderosa Presença do EU SOU – está comigo; ele não me deixou só. Quando tiverdes elevado o Filho do homem no seio da vossa própria alma e do vosso templo, conhecereis o Pai tal como eu o conheço, pela Presença Pessoal do EU SOU O QUE EU SOU. E esse é o Verbo que se fez carne em mim. Assim, EU SOU Jesus, o Cristo. EU SOU Ele.

Se permanecerdes nesta Palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos. Então conhecereis a Verdade, porque vós tereis tornado a Verdade que EU SOU, e a Verdade vos libertará.

“EU SOU a Ressurreição e a Vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” é um fiat proferido pelo Santo Cristo Pessoal, que não é uma figura histórica nem uma personagem humana, mas a Pessoa Divina, ou Personalidade, de cada filho da Luz.

Esta Pessoa Divina é uma manifestação ‘eletrônica’ da Presença de Deus, vibrando com uma freqüência por vezes inferior à da Presença (o Pai) no desempenho do seu papel de esforçar-se para prestar assistência direta à alma em evolução, sendo capaz de elevar ou baixar sua vibração sempre que necessário. Assim, o Santo Cristo Pessoal de cada filho e filha na Terra pode voluntariamente tornar-se um com a absoluta Presença de Deus no alto (o EU SOU, ou o Pai) – ou com a alma encarnada, embaixo.

Quando a alma compreende todo o impacto desta dádiva de amor, ela torna-se como uma maravilhosa melodia que se amplifica repetidamente cada vez que soa DEUS É AMOR, e que é a Sua vontade não deixar que homens ou mulheres pereçam, permaneçam no engano ou continuem para sempre escravos de situações infelizes.

Sabei que, ao concentrar-se no Santo Cristo Pessoal, qualquer pessoa pode despojar-se da ilusão da separação – que, como declara o Eclesiastes, é somente vaidade (um condicionamento humano da consciência humana). Qualquer pessoa pode superar a necessidade de fazer psicanálise ou de salvar a sua alma por meio do vale de lágrimas ou da via dolorosa, descobrindo em vez disso no seu amado Cristo Pessoal – a manifestação de Deus como Luz que nunca falhas – a esperança do universo em porção infinita, dada livremente para a integração do homem como um todo.

(…)

Mestre Ascenso Kuthumi

(Kuthumi Lal Singh)

Instrutor Mundial da Grande Fraternidade Branca

Fonte: págs. 67-69, do livro “Universidade do Espírito” Lições práticas para o autoconhecimento e aprendizado das leis cósmicas; Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, São Paulo: Editora Summit Lighthouse do Brasil, 2001

1013307_10201887020801779_779764979_n

FRATERNIDADE DOS GUARDIÃES DA CHAMA:

http://www.guardiaesdachama.com.br/

__FLORES_CESTA

Ensinamentos dos Mestres Ascensos

This WordPress.com site is the cat’s pajamas

Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.