Tag Archive | Mestre Ascenso Kuthumi

“EU ESTOU AQUI!” – Mestre Asceso Kuthumi

ENSINAMENTOS DOS MESTRES ASCENSOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA:

Fraternidade – “Apascenta as Minhas Ovelhas”

“EU ESTOU AQUI!”

?

?

QUERIDO E AMADO MESTRE ASCENSO KUTHUMI,

“Aos Meus Amigos Que Desposaram a Vida Espiritual – Há tanta coisa na vida que pareceis tomar como certa; e não somente vós, pois de certa maneira toda a humanidade em maior ou menor grau encontra-se neste estado de inconsciência, estando poucas pessoas totalmente libertas dele.

Com simplicidade quase infantil, pessoas que em outros assuntos são sensatas, parecem aceitar a criação visível de Deus sem considerar o magnífico desígnio por trás da forma e aparência física. Todos os que refletem sobre as verdades do cosmo visível e invisível chegam ao desejo consciente de estudar as obras das mãos de Deus com maior detalhe.

Alguns sentem-se naturalmente inclinados ao estudo da Luz e da Verdade deste a tenra infância, e muitos de vós que participais nestas aulas estais entre eles. Alguns de vós começastes seguindo orientações ortodoxas e compreendestes em certo ponto, como aconteceu com todos nós, quão fútil é permanecer amarado pelas raízes de cisma, por uma doutrina fechada ou por uma hierarquia eclesiástica sem inspiração.

Os vossos corações convenceram-se da unidade de toda Vida, e começastes a buscar a unidade por trás da diversidade do pensamento religioso. A busca da Verdade levou-vos bem longe do vosso ponto de origem e começastes a viagem que leva a uma maior compreensão das leis de Deus. Alguns de vós fostes atirados para aqui e para ali, e, não encontrando alívio ou paz na busca de metas materiais, voltastes-vos para a vida espiritual como a última esperança.

Quaisquer que tenham sido os vossos princípios ou a estrada acidentada que vos trouxe até aqui, não é isso o que realmente importa. O importante é que estais aqui em harmonia com os seres ascensos. Podeis declarar com o abençoado Saint Germain: “Eu estou aqui!”. Isto é da maior importância. Sim, porque ao fazê-lo reconheceis a unidade da Presença do EU SOU. E vosso desejo de servir expandindo a Luz e disseminando a mensagem do reino do Pai entre todos os povos torna-se claro.”

(…)

KUTHUMI

Mestre Ascenso Kuthumi

(Kuthumi Lal Singh)

São Francisco de Assis

Instrutor Mundial da Grande Fraternidade Branca

Fonte: Lição nº 1, págs. 5-6, do livro “Universidade do Espírito” Lições práticas para o autoconhecimento e aprendizado das leis cósmicas; Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, São Paulo: Editora Summit Lighthouse do Brasil, 2001

NOTA: “Esta página divulga os Ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, recebidos pelos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.”

1013307_10201887020801779_779764979_n

São Francisco de Assis

Advertisements

“…ABRIU O SEU CORAÇÃO E A SUA BOLSA!” – Francisco de Assis

ENSINAMENTO SOBRE FRANCISCO DE ASSIS:

KUTHUMI 1

“…ABRIU O SEU CORAÇÃO E A SUA BOLSA!”

O mesmo acontece com o amor. O segredo para atrairmos aquilo que desejamos é começar a nos tornarmos daquela maneira. Em vez de desejar ser amado, devemos ser amorosos. Se desejarmos aumentar a nossa capacidade de dar e receber amor, devemos começar dando mais amor aos outros.

Force-se a fazê-lo! Faça algo que não deseja fazer. Foi isso que São Francisco fez – e mudou a sua vida.

Filho de um rico comerciante, Francisco sempre teve horror aos leprosos. Evitava-os quando os via aproximarem-se e até pedia azos outros que lhes desses as suas esmolas. Um dia, Francisco cavalgava numa curva da estrada quando se deparou com um leproso coberto de chagas. A visão e o cheiro terrível do homem causaram-lhe repulsa.

Seu primeiro impulso foi dar a volta no cavalo e fugir. Olhou para si mesmo e percebeu que não podia fingir amar a Deus e dar as costas a alguém que precisava de ajuda. Dessa oportunidade, em vez de se deixar que a aversão tomasse conta dele, abriu o seu coração e a sua bolsa. Francisco desmontou e, quando se aproximou para dar a esmola, beijou e abraçou o leproso.

O encontro de Francisco com o leproso foi um momento que mudou a sua vida. Ele foi transportado por essa experiência e sentiu que havia vencido uma grande fraqueza. “tudo ficou tão mudado para mim que o que antes parecia doloroso e impossível de vencer, agora, havia-se tornado fácil e agradável”, escreveu mais tarde.

Esta não é só uma lenda sobre a vida de um santo. É uma lição sobre como dar início ao processo de alquimia do coração. Existe algum “leproso” na sua vida que precisa do seu amor – alguém que lhe repugna ou algo que, com certeza, não quer fazer? Esta pessoa ou situação são, provavelmente, mensageiros do amor que vieram lhe mostrar que o seu coração precisa se esforçar um pouco mais nesta ou naquela direção.

Como disse Rumi, existir como ser humano é como viver numa “casa de hóspedes”. Todas as manhãs chega alguém novo, um novo mensageiro. Precisamos dar as boas-vindas até mesmo ao sofrimento que adentra de forma violenta e arrasta consigo toda a mobília, avisa o poeta, pois este hóspede pode estar abrindo espaço para algo novo e maravilhoso. “Seja grato por tudo o que lhe acontecer”, diz ele, “porque cadea coisa foi enviada como uma orientação do alto.”

Esta atitude de abrir o coração e aceitar a pessoa ou a situação de dor pode ser uma das experiências mais transformadoras pela qual poderemos passar. Poderá ser também a que requer mais coragem, pois são necessárias coragem e vontade para amarmos. O amor exige coragem porque nos força a caminhar por um território desconhecido. Mark Prophet costumava definir coragem como “coeur-age” – a chegada da era do coração (a palavra francesa significa “coeur” significa coração e a palavra inglesa “age” significa era). A coragem é o desenvolvimento do amor e da sabedoria do coração que nos torna ousados para fazer o ato correto, honrado e necessário, mesmo que temporariamente desconfortável.

(…)

Fonte: págs. 21-23, livro “A alquimia do Coração” – Aumentando a capacidade de amar e ser amado; Elizabeth Clare Prophet e Patrícia R. Spadaro, Editora Nova Era

NOTA: “Esta página divulga os Ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, recebidos pelos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.”

1013307_10201887020801779_779764979_n

“NA VERDADE, O CÉU DISPÕE DE MUITOS REMÉDIOS!”

ENSINAMENTOS DOS MESTRES ASCENSOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA:

“NA VERDADE, O CÉU DISPÕE DE MUITOS REMÉDIOS!”

KUTHUMI 1

QUERIDO E AMADO MESTRE ASCENSO KUTHUMI,

O céu traz incessantemente as suas bênçãos, por via dos Mestres Ascensos, a toda a manifestação da Vida, mesmo quando ela parece não estar merecendo. Na verdade, o céu dispõe de muitos remédios!

Inúmeros milhões de indivíduos bem intencionados parecem não ter o bom senso que distingue o santo daqueles que nunca alcançaram os padrões desejados das suas aspirações íntimas. Muito disso é causado por uma excessiva atenção à personalidade externa e por não darem atenção suficiente à grande Inteligência discriminante do Cristo Cósmico do seu próprio ser, o seu Santo Cristo Pessoal – também conhecido como o Corpo Mental Superior, a Consciência Superior e o Mediador entre Deus e o homem.

É extremamente difícil aos homens e mulheres, educados nas várias religiões de hoje, deixarem de lado o seu medo de sofrer conseqüências desastrosas se fosse descoberto que alimentavam qualquer idéia não “absolutamente correta” no sentido doutrinal. No entanto, o bom senso deveria dizer-lhes que as suas crenças religiosas, sejam elas quais forem, são só uma pequena facção entre milhares de seitas ou divisões de seitas.

O cristão médio está ligado à tradição segundo a qual o Jesus histórico é o escolhido, o ungido e o herdeiro “unigênito” da preferência de Deus. Parece não compreender que Deus criou somente preferidos entre todos os Seus filhos, e que Ele espera que todos os Seus filhos e filhas procurem laboriosamente alcançar o padrão supremo da perfeição, que é inato na imagem divina de todos e de cada um. Esta é a verdadeira imagem do Cristo, a partir da qual todos foram feitos como filhos da Luz.

As afirmações do “EU SOU” de Jesus referiam-se ao seu Cristo Pessoal, ao Um universal – o verdadeiro e único Filho de Deus. A imagem do Filho “conosco”, o Emanuel, manifestado como o Cristo Pessoal de cada um, é o verdadeiro Eu, isto é, a verdadeira Luz que alumia todo o homem que vem ao mundo.

Ao dizer “EU SOU a Luz do Mundo”, o Mestre afirmou que a Presença do Filho era essa Luz. E prometeu que, à medida que cada um elevasse esse Filho, isto é, esse Sol ou Luz do homem dentro de si mesmo, conheceria também esse Filho em Jesus:

Então sabereis que eu sou quem digo ser – e que o EU SOU em mim, tal como o EU SOU em vós, é a Luz do meu mundo e do vosso mundo, e que é o Todo do Cosmos. Então sabereis que EU SOU Ele – que eu sou a encarnação do Verbo, o Cristo. Quando tiverdes elevado o Filho do homem, sabereis que nada faço de mim mesmo (do meu eu exterior); mas falo como o Pai, a Poderosa Presença do EU SOU, me ensinou.

Aquele que me enviou – a Poderosa Presença do EU SOU – está comigo; ele não me deixou só. Quando tiverdes elevado o Filho do homem no seio da vossa própria alma e do vosso templo, conhecereis o Pai tal como eu o conheço, pela Presença Pessoal do EU SOU O QUE EU SOU. E esse é o Verbo que se fez carne em mim. Assim, EU SOU Jesus, o Cristo. EU SOU Ele.

Se permanecerdes nesta Palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos. Então conhecereis a Verdade, porque vós tereis tornado a Verdade que EU SOU, e a Verdade vos libertará.

“EU SOU a Ressurreição e a Vida. Quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” é um fiat proferido pelo Santo Cristo Pessoal, que não é uma figura histórica nem uma personagem humana, mas a Pessoa Divina, ou Personalidade, de cada filho da Luz.

Esta Pessoa Divina é uma manifestação ‘eletrônica’ da Presença de Deus, vibrando com uma freqüência por vezes inferior à da Presença (o Pai) no desempenho do seu papel de esforçar-se para prestar assistência direta à alma em evolução, sendo capaz de elevar ou baixar sua vibração sempre que necessário. Assim, o Santo Cristo Pessoal de cada filho e filha na Terra pode voluntariamente tornar-se um com a absoluta Presença de Deus no alto (o EU SOU, ou o Pai) – ou com a alma encarnada, embaixo.

Quando a alma compreende todo o impacto desta dádiva de amor, ela torna-se como uma maravilhosa melodia que se amplifica repetidamente cada vez que soa DEUS É AMOR, e que é a Sua vontade não deixar que homens ou mulheres pereçam, permaneçam no engano ou continuem para sempre escravos de situações infelizes.

Sabei que, ao concentrar-se no Santo Cristo Pessoal, qualquer pessoa pode despojar-se da ilusão da separação – que, como declara o Eclesiastes, é somente vaidade (um condicionamento humano da consciência humana). Qualquer pessoa pode superar a necessidade de fazer psicanálise ou de salvar a sua alma por meio do vale de lágrimas ou da via dolorosa, descobrindo em vez disso no seu amado Cristo Pessoal – a manifestação de Deus como Luz que nunca falhas – a esperança do universo em porção infinita, dada livremente para a integração do homem como um todo.

(…)

Mestre Ascenso Kuthumi

(Kuthumi Lal Singh)

Instrutor Mundial da Grande Fraternidade Branca

Fonte: págs. 67-69, do livro “Universidade do Espírito” Lições práticas para o autoconhecimento e aprendizado das leis cósmicas; Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, São Paulo: Editora Summit Lighthouse do Brasil, 2001

1013307_10201887020801779_779764979_n

FRATERNIDADE DOS GUARDIÃES DA CHAMA:

http://www.guardiaesdachama.com.br/

__FLORES_CESTA

Ensinamentos dos Mestres Ascensos

This WordPress.com site is the cat’s pajamas

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.