Tag Archive | Nossa Senhora de Fátima

“NOSSA SENHORA DE FÁTIMA”

ENSINAMENTOS SOBRE MÃE MARIA:

*

*

“NOSSA SENHORA DE FÁTIMA”

Em 1917, a Mãe Abençoada apareceu a três pastorinhos perto da cidade de Fátima, em Portugal. Naquela época, a Primeira Guerra Mundial assolava a Europa e os bolcheviques planejavam sua revolução na Rússia.

Santa Ametista, complemento divino do Arcanjo Zadkiel, mencionou a visita de Maria às campinas rochosas de Portugal:

“Uma das maravilhosas aparições que Maria fez em vossa época foi a de Fátima, quando um grande milagre foi realizado diante dos olhos de três sagradas crianças escolhidas pela lei cármica, que tiveram como recompensa testemunhar uma manifestação dessa Mãe Abençoada.

“Chamo vossa atenção para o fato de que as três santas crianças que receberam essa visão também fizeram parte da comunidade dos essênios, conheceram-na ainda num estado de imperfeição e eram os principais críticos daquela época. Eis, portanto, que lhes foi permitido vê-la em toda a glória, expressando e realizando a grande verdade de Deus, à qual ele se referiu quando disse: “Trarei teus inimigos aos teus pés para que possam saber o quanto te amei.”

Antes das visitas de Nossa Senhora, o Anjo da Paz apareceu três vezes às crianças – Lúcia dos Santos, com 9 anos, Jacinta e Francisco Marto, seus primos, com 6 e 8 anos, respectivamente. Era o verão de 1916.

Em sua primeira aparição, as crianças viram uma grande luz ofuscante que se movia pelo vale, indo de leste para oeste. À medida em que a luz foi chegando perto da caverna em que brincavam, perceberam a forma de um rapaz de 14 ou 15 anos de idade, “transparente como cristal quando o sol brilha através dele, e de grande beleza”.

Enquanto contemplavam seu semblante cheio de glória, ele falou: “Sou o Anjo da Paz. Rezem comigo.” Ele, então, se ajoelhou, tocando o solo com a testa e rezou: “Ó meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão por aqueles que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.” O anjo fez esta oração três vezes, com as crianças repetindo logo em seguida. Então, levantou-se e disse às crianças para rezarem desse modo, pois “os corações de Jesus e de Maria estão atentos à voz das súplicas de vocês”.

Em sua segunda visita às crianças, em cujos corações a hierarquia achou por bem focalizar a ação trina da chama da paz, o anjo identificou-se como o Anjo da Guarda de Portugal. Ele os incentivou, dizendo: “Orem! Orem muito! Os corações de Jesus e de Maria têm planos misericordiosos pra vocês. Ofereçam orações e sacrifícios constantes ao Altíssimo.” Lúcia, focalizando o amor do Espírito Santo, perguntou de que maneira eles poderiam fazer sacrifícios, e o anjo respondeu: “Com todas as forças, ofereçam um sacrifício como um ato de reparação pelos pecadores que O ofenderam, e de súplica pela conversão dos pecadores. Isso trará paz para o seu país. Eu sou o Anjo da Guarda de seu país, o Anjo de Portugal. Acima de tudo, aceitem e suportem com submissão o sofrimento que o Senhor lhes vai enviar.”

Na terceira e última aparição, em setembro ou outubro de 1916, o anjo desceu na luz cristalina, segurando um cálice com a hóstia do Senhor suspensa sobre ele. O cálice e a hóstia permaneceram no ar, enquanto ele se ajoelhou e se dirigiu à Divindade, dizendo:

“Ó Santíssima Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo –, adoro-Vos profundamente e ofereço-Vos o Preciosíssimo Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, presente em todos os sacrários da Terra, como reparação pelos ultrajes, sacrilégios e indiferenças com que Ele é ofendido. E, pelos méritos infinitos do seu Santíssimo Coração e do Coração Imaculado de Maria, peço-Vos a conversão dos pobres pecadores.”

Ele, então, serviu a Sagrada Eucaristia às crianças, dizendo: “Comam e bebam o Corpo e o Sangue de Jesus, horrivelmente profanado pelos homens ingratos. Façam a reparação dos seus crimes e consolem o seu Deus.”32 As crianças viram gotas de sangue pingando da hóstia, dentro do cálice. O anjo serviu a hóstia a Lúcia, e a Jacinta e a Francisco serviu o cálice (pois eles ainda não haviam feito a primeira comunhão); eles beberam um pouco cada um. Mais uma vez, o anjo se prostrou e recitou a oração três vezes, com as crianças acompanhando-o.

Como vemos, esse anjo fulgurante veio como mensageiro da Mãe Divina, para preparar a consciência das crianças para a visita dela, e também para testá-las e ver se estavam realmente preparadas para obedecer ao seu representante e rezar como ele as havia instruído a fazer. Se conseguissem ser aprovadas nessa iniciação da hierarquia, seria consideradas merecedoras de receber a Virgem Abençoada em pessoa.

Esse Anjo da Paz se revelou a nós como chefe da hoste de anjos conhecidos como a Legião da Paz. E pelo Guardião dos Pergaminhos soubemos que ele ajudou Jesus a amplificar a chama da paz durante o seu ministério na Galiléia. Ele foi também um dos anjos ministrantes que junto com Santa Ametista vigiou ao lado de Jesus, no Jardim do Getsêmani. Ele foi um dentre as hostes celestiais enviadas por Deus para amparar Jesus depois que ele rezou: “Pai, se queres, afasta de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a Tua.”

Embora o Pai, agindo em conformidade com sua própria Lei, não tenha “afastado o cálice”, ele enviou seus arcanjos e arqueias e, entre eles, esse Anjo da Paz, para fortalecer Jesus em sua resolução de realizar a vontade de Deus. A presença flamejante desses anjos foram eletrodos para magnetizar as chamas de paz e poder, cura e verdade, fé, esperança e realidade do próprio Corpo Causal de Jesus, ajudando-o, dessa forma, a expressar todo o momentum de sua própria luz, para suportar a traição, o julgamento e a crucificação que estavam diante dele.

As três aparições do Anjo da Paz às crianças serviu para estabelecer no coração, na mente, no corpo e na alma delas os aspectos da Santíssima Trindade. Na primeira aparição, o anjo lhe deu o comando: “Rezem comigo”, testando sua obediência, sua fé e seu amor à vontade de Deus. Ele as ensina a invocar a lei do perdão em prol daqueles cujos pecados se colocam entre eles e Deus.

Todas as manifestações de pecado, que representam a anulação das sagradas alianças da lei pelo individuo, geram um peso de densidade, ou peso cármico, dentro de sua aura ou campo de força. Quando alguém que possui fé invoca a chama da lei do perdão em prol daqueles cujo pecado tão de perto os rodeia,34 o Senhor Deus dos exércitos responde com o ato de misericórdia. Ele coloca de lado um pouco desse peso para que a humanidade, sendo afastada por algum tempo da vontade humana, possa conhecer a liberdade de lutar para vencer, na alegria da vontade de Deus.

O Anjo da Paz comunica às crianças o pedido de Jesus e de Maria, assegura-lhes que através da luz dos seus corações suas orações seriam atendidas, e se afasta, para que a fé e a obediência deles às suas ordens sejam testadas.

Neste exemplo de intercessão das hostes angélicas recebemos por autoridade divina o ensinamento do Senhor sobre vários aspectos da oração: (1) de que a oração é uma fonte necessária de comunicação entre o homem e Deus; (2) de que os devotos são chamados a rezar pelos ímpios; os justos, pelos injustos; (3) de que é direito de todos os que adoram, esperam e amam o Senhor pedir perdão para os que não o fazem, de que o ato de pedir perdão não só para si, mas para os outros, é função dos filhos de Deus; (4) de que a oração é mais eficiente quando repetida – especificamente, quando repetida três vezes –, e que a repetição da oração, quando feita com fé, esperança e caridade, não significa uma repetição vã; (5) de que o homem pode rezar a Deus e receber ajuda dos corações de seres celestiais, como Jesus e Maria.

(…)

AMADA MÃE MARIA

Nossa Senhora

Fonte: págs. 45-48, do livro “Mensagens de MARIA sobre o Amor divino” Livro II da Trilogia “Mensagens Douradas de Maria”, Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Rio de Janeiro, Nova Era, 2007 (Mensagens Douradas de Maria; v.2)

NOTA: “Esta página divulga os Ensinamentos dos Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, recebidos pelos Mensageiros Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet.”

NOSSA SENHORA FATIMA - PRIMEIRA APARIÇÃO

QUERIDA E AMADA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Ensinamentos dos Mestres Ascensos

This WordPress.com site is the cat’s pajamas

Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.